Porto Cidade
Daniel Maiagaia

Olá!

Porto Cidade
Daniel Maiagaia
Nas muitas viagens que amigos, familiares e eu fizemos pelas diversas cidades e regiões do mundo, sempre gostámos de conhecer o que não aparece nos postais, nos guias - os diversos lugares reais - do dia-a-dia - vividos pelos locais. Sempre acreditámos que ao conhecer uma cidade apenas pelos guias e postais, não estaríamos a conhecê-la verdadeiramente, mas a um pacote que aquela tem para oferecer. Enquanto portuense, e pelo mesmo motivo, sempre tive a impressão de que, para muitos, quando os locais saem de casa, desaguam directamente na Ribeira, ou muito perto, num local semelhante. E ainda que os clichés possam ter, porventura, alguma utilidade turística, podem, também, criar uma imagem que não só não é a real, como pode estar bastante longe da realidade, e castrar, em certa medida, a verdadeira escala ou potencial do lugar em questão - o que, acredito, seja o caso do Porto - uma metrópole vasta e extremamente diversa para quem nela está e a vive ao longo de meses, anos, décadas, ou mais de um século.

Porto Cidade
Porto Cidade
Porto Cidade

Foi essa metrópole vasta e diversa que pretendi registar na íntegra, e que me levou a 15 anos de grandes caminhadas com a máquina fotográfica na mão. Com a intenção clara de registar não apenas o que é turístico mas tudo quanto me parecesse interessante enquanto cidade, o que encontrei foi a tal metrópole extraordinária que esperava. Uma cidade que transcende em larga medida o centro histórico e que, não poucas vezes, consegue fascinar mais ainda quando desse centro estamos longe.

Porto Cidade
Porto Cidade
Portugal Porto Azul

Apesar do Porto ser, fundamentalmente, uma cidade europeia, e acima de tudo, uma cidade muito igual a si própria, encontram-se aqui e ali laivos de Boston, Nova Iorque, Los Angeles, São Francisco, Seattle, Nova Orleães, Miami, São Diego, entre outras. Encontrei neste vasto pedaço de terra do Sudoeste Europeu aquele que será, porventura, um dos locais mais americanos da Europa - algo que até poderia ser mau caso semelhante lado tivesse apagado o lado europeu da cidade - mas que, por não o ter feito, enaltece-o de sobremaneira.

Porto Cidade
Porto Cidade
Porto Cidade

Quando saímos do centro encontramos mais e mais a cultura do carro, da auto-estrada, a cultura do mar, do surf, a cultura do café e do restaurante de rua, do néon e da loja de conveniência nocturna, a cultura daquilo que não é típico, e que é, até, incaracterístico, mas que ganha carácter por ser uma cultura de dia-a-dia, ou da noite, uma cultura situada entre o urbano e o suburbano, entre o big city e o small town, entre o epicentro da Civilização e os lugares distantes que o orbitam, adquirindo para si próprios uma paz moderna impossível de encontrar noutros lugares que não na periferia de uma supercidade. O Paraíso Mundano idealizado nos Anos 70, 80 e 90 - onde as fatias da vida se juntam e se complementam numa espécie de perfeição que não se quer perfeitinha, ou imaculada, mas vivida. Livre, solta, alegre, despreocupada.

Porto Cidade
Porto Cidade
Porto Cidade

A este conjunto de predicados - só por si libertadores para o espírito - junta-se ainda muita história, muito mar, muitas praias, muita cultura e actividades de toda a ordem. Gera-se deste modo a noção de uma cidade que é completa - verdadeiramente completa - característica tão ou mais importante do que o tamanho para a formação de uma metrópole. Neste caso, uma metrópole que se estende por largos quilómetros à beira do oceano, e que absorve deste parte do seu aroma, muita da sua frescura, a plenitude da sua essência.


Verdadeiramente formidável!


Porto Cidade
Porto Cidade
Portugal Porto Azul

É assim - ou tornou-se assim - esta cidade que um dia chegou ao mar, com ele cresceu, e à semelhança da diferença entre o oceano e o rio, evoluiu para algo muito mais amplo e libertador. O Centro Histórico continua a ser lindo - sempre o será, espero! - mas é acima de tudo um lugar lindo para ser visitado, uns dias ou umas semanas - quiçá uns anos! - por comparação a uma urbe que é, há já algum tempo, deliciosa para se viver - por décadas, por séculos. Para sempre... Algo curioso, porque um dia a Europa levou à América o Novo Mundo, e nele nasceu o chamado sonho americano. De algum modo, houve uma espécie de ricochete cultural, e semelhante sonho é, hoje, aqui, a essência do dia-a-dia. A fusão do Velho e do Novo Mundo - o Mundo Total! Porto.

Portugal Porto Azul
Portugal Porto Azul
Portugal Porto Azul

Para concluir, e para que esta mensagem de editor não fique desprovida de um pouquinho desse mesmo editor, gostaria de acrescentar que, sendo 15 anos naturalmente muito tempo, o processo que trouxe ao plano físico estas imagens acompanhou muitos altos e baixos da minha vida, atravessou universidades e trabalhos, amizades, evoluções tanto pessoais quanto espirituais, e foi, ainda, no decorrer deste longo percurso, que veio ao Mundo a minha filha Matilde. A soma destas fotografias representa, por isso, uma aventura - uma das infindas aventuras desta fantástica cidade. E também uma aventura que se cruzou com a Odisseia do Fox Patusco. Sempre presente, sempre parceiro, sempre amigo, acompanhou a totalidade do que aqui foi construído, e está, por esse motivo, na base da existência de todo o projecto.


Obrigado, Fox! :)





Bem-vindos a esta supercidade europeia - não! Supercidade mundial. O meu nome é Daniel Maiagaia, e agradeço sinceramente a vossa visita :)


Pila